21 Outubro, 2018

webmail

Vasconcelos participa da mobilização dos arrozeiros na Assembleia gaúcha

vasconcelos_-_poa_640.jpg 

Vasconcelos participa da mobilização dos arrozeiros na Assembleia gaúcha

Na manhã de ontem (21), o vereador José Vasconcelos de Almeida (PMDB), foi ontem a Porto Alegre, para engrossar as fileiras do movimento arrozeiro em mobilização realizada no Solar dos Câmara (Assembleia do Estado). O vereador Luciano Figueiró, seu companheiro de partido, também se fez presente ao encontro que os líderes do movimento tiveram com os deputados gaúchos para debater as dificuldades do setor.

Os arrozeiros, que estavam reunidos na Capital desde segunda-feira, expuseram as reivindicações da categoria aos deputados, os quais se engajaram à luta manifestando apoio incondicional ao movimento. À tarde, os cachoeirenses fizeram peregrinação pelos gabinetes dos deputados para reforçar o comprometimento com a causa.

Depois, as lideranças conversaram com o presidente da Assembleia, Adão Villaverde; com deputados da Bancada Federal Gaúcha; com o presidente da Câmara Federal Marco Maia e, no final do dia, foram recebidos pelo governador Tarso Genro.

Vasconcelos afirma que, o setor se mantém em permanente mobilização em virtude das grandes dificuldades que têm se agravado desde o início do ano. O parlamentar destaca que o valor pago pela saca está, muito longe de atingir o preço mínimo fixado pelo Governo Federal, que é de R$ 25 a saca de 50 quilos.

COMPETITIVIDADE - De acordo com Vasconcelos, é importante que os arrozeiros continuem pressionando por políticas que possam tornar a produção brasileira mais competitiva em relação ao arroz que entra pelo Mercosul. "Se não houver medidas drásticas do governo, o cultivo do arroz, que é a mola propulsora da economia de muitas cidades do interior do estado, como é o caso de Cachoeira do Sul, ficará inviabilizada", observa.

O parlamentar, ainda informou que, à noite, os arrozeiros aproveitaram a grande concentração de prefeitos que prestigiavam a posse no novo presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Mariovane Weis, prefeito de São Borja, e foram até a cerimônia ocorrida durante o 31º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, no centro de eventos do Plaza São Rafael, articulando o apoio de muitos prefeitos que também temem os efeitos da crise enfrentada pelo setor orizícola.