13 Dezembro, 2017

webmail

Alunos e professores do João Neves lotam a Câmara contra o fim da educação infantil na escola

 
 
Estudantes, professores e funcionários do Instituto Estadual de Educação ocuparam o Plenário da Câmara de Vereadores, na sessão ordinária desta segunda-feira (13), para manifestar contrariedade à decisão do Governo de Estado de encerrar as atividades na educação infantil da instituição.
 
Na oportunidade, a diretora do Instituto, Ana Bembom, ocupou a Tribuna Popular para criticar a portaria do Governo do Estado que determinou a extinção da educação infantil no João Neves e questionou a validade da decisão. Segundo a diretora, a portaria viola o Plano Estadual de Educação, publicado em 2015 e com vigência de 10 anos, que permite a oferta de educação infantil nos Institutos Estaduais que oferecem curso normal e possuem estrutura física, pedagógica e recursos humanos.
 
“A comunidade do João Neves está aqui e nós vamos fazer o que for preciso para reverter esse quadro. A portaria não mediu as consequências de uma escola de 89 anos de história e que mantém desde 1994 a educação infantil, que é justamente um laboratório do nosso Curso Normal .Nossa escola está indignada. Recorro a essa Casa, que é a Casa do Povo, porque não podemos deixar que a nossa educação infantil seja fechada”, afirmou Bembom.
 
Articulação
 
Um grupo de vereadores, acompanhado da direção do Instituto, está nesta terça-feira (14) em Porto Alegre buscando a reversão da decisão junto à Secretaria Estadual de Educação. Os parlamentares e os representantes da escola também irão buscar apoio junto a deputados e outras lideranças políticas.