25 Junho, 2018

webmail

Audiência pública analisa ações da Defesa Civil

 
 
A Comissão de Mérito da Câmara de Vereadores realizou, na noite desta terça-feira (10), audiência pública sobre as ações de emergência da Defesa Civil de Cachoeira do Sul. Participaram do evento vereadores, representantes da Patrulha Ambiental da Brigada Militar, da Prefeitura e dos Bombeiros.
 
O chefe da Defesa Civil de Cachoeira do Sul, Edson das Neves Júnior, apresentou a organização e competência da Politica e Sistema Nacional de Defesa Civil e da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, destacando novidades a serem implementadas no município. “Estamos estudando a criação de Núcleos de Defesa Civil comunitários, que serão sediados no interior e nos bairros, pois é lá que as coisas realmente acontecem. Existindo pessoas preparadas para o primeiro atendimento nesses locais, com certeza vai reduzir o prejuízo”, destacou.
 
Na sequência, Júnior falou sobre o histórico de eventos adversos em Cachoeira do Sul. “Nos cinco anos em que estou à frente da Defesa Civil Municipal, atendemos 442 famílias desabrigadas, 2.227 famílias desalojadas, 83.827 pessoas afetadas, 59 pessoas feridas e lidamos com 3 óbitos. Somos uma das 823 cidades com maior número de eventos adversos no país, com alto índice de decretação de emergência. Esses decretos têm o seu lado positivo, pois trazem auxílios federal ou estadual para o município, mas também tem o lado ruim, já que encarecem o seguro agrícola, o seguro das residências e representam um fator nada atrativo para empresas”, ponderou.
 
Por fim, o chefe da Defesa Civil de Cachoeira do Sul apresentou dados sobre os planos de contingência hidrológico, meteorológico e climatolótgico. O primeiro diz respeito a inundações, enxurradas e alagamentos. O segundo cuida de tornados, tempestades, raio, granizo, chuvas intensas e vendaval. Por fim, o plano de contingência climatológico planeja ações para casos de  estiagem, seca, incêndios florestal e baixa umidade do ar.
 
 
Presenças
 
Participaram da audiência os vereadores Jeremias Madeira (PDT), Igor Noronha (PMDB), Paulão Trevisan (PDT), Marcelinho da Empresa (PP), Gilmar Dutra (PRB), Jorginho Fialho (PRB) e Dr. Carlos Alberto (PP).