21 Novembro, 2018

webmail

Debate na Câmara uniu forças pela duplicação da BR 290

 
 
Foi realizada na Câmara de Vereadores, na manhã desta segunda-feira (25), uma audiência pública sobre a continuidade da duplicação da BR 290. O encontro, promovido pela Frente Parlamentar da Câmara dos Deputados sobre o tema, contou com a participação de lideranças políticas e empresarias de vários municípios.
 
O primeiro a se manifestar foi o deputado Federal Henrique Fontana (PT), presidente da Frente Parlamentar, que destacou a importância da rodovia e a falta de recursos para sua duplicação. “A BR 290 é estratégica para o Brasil e para o Mercosul. Até o momento já foram investidos R$ 48 milhões na obras. Porém, para o próximo ano não há nenhuma verba prevista no orçamento”, disse.
 
O deputado também reforçou o papel de reuniões e encontros regionais e municipais. “A função da Frente Parlamentar é mobilizar, organizar a pressão política. Precisamos fazer com que esse pleito chegue a Brasília com força de mobilização real. Que o Governo Federal saiba que Cachoeira do Sul e outras cidades estão mobilizadas pela duplicação da 290”.
Na sequência, o vereador de Butiá e representante do Comitê Regional em Defesa da Duplicação da BR-290, Joel Maraschin, relatou que, na manhã desta segunda, assim que saiu de seu município para vir à audiência em Cachoeira presenciou um acidente grave próximo à cidade de Minas do leão. “E é assim quase todos os dias. Há uma intensidade muito grande de veículos e a estrutura atual não oferece a segurança necessária para os condutores”.
 
O diretor da Screw, João Streit, defendeu a relevância da duplicação. “A BR 290 é o principal meio de ligação de Cachoeira do Sul com a capital do Estado. Precisamos dessa obra para desenvolver a economia da nossa região e do Rio Grande do Sul”.
 
O gerente da Granol, Tales Treichel, por sua vez, mostrou-se preocupado com a questão ambiental. “Utilizamos a rodovia para o transporte de cargas químicas. Já tivemos acidentes com derramamento de materiais perigosos para o meio ambiente em razão da falta condições apropriadas da BR”.
 
O diretor da Secretaria Municipal da Agricultura, Diego Cruz, aproveitou o espaço para reclamar, como produtor que utiliza a rodovia, da sua falta de manutenção. “A BR nunca esteve tão ruim. Não basta duplicar, tem que haver um serviço contínuo de recuperação”.
 
Visando maior força do pleito, o vereador Azevedo da Susepe (PPS) sugeriu a criação de uma Frente Parlamentar em Defesa da Duplicação da BR 290 na Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul. “Estive na Bahia há pouco tempo e percebi que por lá quase todas as BRs são duplicadas, algumas até com oito pistas. Se tem dinheiro pata investir lá, tem que ter recursos para cá também”, defendeu.
 
Após, o representante do deputado federal Marco Maia, Luís Volnei Silva, sugeriu que os vereadores organizassem um abaixo assinado apoiando a duplicação da BR 290. Na ocasião, o presidente do legislativo, vereador Igor Noronha (MDB), lembrou as mais de três mil assinaturas coletadas em dois dias e meia em manifestação contra a cobrança da balsa do Jacuí durante as obras na Ponte do Fandango. “Com certeza vamos nos engajar em mais essa luta”, enfatizou.
 
Encaminhamentos
 
Ao final, nos encaminhamentos, o deputado Henrique Fontana ressaltou a força da audiência para a pauta. “Esse encontro faz parte do processo de mobilização. Quando a causa é justa, ela vai ganhando terreno. Toda mobilização grande tem que ir brotando de baixo para cima”.
Dentre as ações acertadas na audiência pública destacam-se: organização de abaixo assinado em Cachoeira do Sul e região em prol da retomada e aceleração das obras na BR 290; aprovação de moção de apoio à obra pelas Câmaras Municipais aos deputados federais, senadores, presidência da república, Ministério dos Transportes pedindo prioridade da duplicação da BR 290 no orçamento; destinação de verbas nas emendas impositivas e realização de audiência com o Ministro dos Transportes e lideranças políticas e empresariais.
 
Quando ao abaixo assinado, o presidente da Câmara de Vereadores afirmou que irá começar organizar o material nesta semana. “Vamos fazer todo o esforço possível para contribuirmos nesse processo”, afirmou Igor.
 
Presenças
 
Também participaram do debate o vice-prefeito de Cachoeira do Sul, Cleber Cardoso, o secretário Municipal de Governo, Luciano Lara, dos vereadores Marcelinho da Empresa (PP), Dr. Carlos Alberto (PP), Jeremias Madeira (PDT), Paulão Trevisan (PDT), Jorginho Fialho (PRB) e Felipe Franja (MDB).