16 Julho, 2018

webmail

Sessão Solene destaca 50 anos da APAE em Cachoeira do Sul

 
 
Na noite desta quinta-feira (05), a Câmara de Vereadores realizou sessão solene aos 50 anos de história da APAE de Cachoeira do Sul (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). A homenagem foi proposta pelo vereador Gilmar Dutra (PRB) e aprovado em plenário pela unanimidade dos vereadores.
 
Antes do início dos pronunciamentos, houve a apresentação eo Grupo Percussão Batukaí, integrada por alunos da APAE, com a coordenação do músico Gringo Brasil e apoio da professora Fernanda Ávila. Na sequência os vereadores destacaram, na tribuna, a história da APAE em Cachoeira e o empenho de seus profissionais e voluntários no atendimento às pessoas com deficiência.
 
O proponente da homenagem, vereador Gilmar Dutra, ressaltou a importância que a APAE teve para o processo de inclusão no município. “É com muita honra e alegria que ocupo essa tribuna para saudar os 50 anos da APAE, uma das instituições mais queridas e respeitadas do município. Cinquenta anos é uma vida inteira e muitas foram as pessoas que dedicaram a sua vida a essa causa. Cachoeira do Sul era muito diferente quando a APAE  surgiu. A participação das pessoas com deficiência era um tabu, pouco se falava sobre isso. O preconceito, a falta de oportunidade os condenavam a ficar restritos em suas casas e acesso à assistência médica  e educação, que hoje ainda é limitada, era quase inexistente. Se hoje vemos em Cachoeira pessoas com deficiência trabalhando e competindo no esporte, isso acontece porque a sociedade mudou e a APAE teve um papel fundamental nessa conscientização. E todo mundo ganha com a inclusão”, disse.
 
Em sua manifestação na tribuna, o presidente da APAE, Cláudio Petrucci, saudou os membros da diretoria, voluntários, profissionais da entidade e demais colaboradores, agradecendo ao empenho de todos em prol da instituição.  “A gente fica com o coração saindo quase pela boca, porque a emoção é grande. Muitas APAES no país estão fechando ou quase fechando por falta de apoio do Governo ou da comunidade. Nós em Cachoeira tivemos a felicidade de ter o apoio dos senhores vereadores, da Prefeitura e de várias entidades. E vamos precisar desse apoio para o ano que vem e para os seguintes. Nós temos hoje 196 pessoas matriculadas de todas as idades. Eu vejo todos os dias voluntários, professores, funcionários, motoristas, profissionais da área da saúde correndo para atendê-los e realizar as atividades da associação. Se não fosse com a ajuda de todos não existiria a APAE”, destacou.
 
Ao final, Petrucci fez questão de ler a placa representativa da homenagem recebida no início da solenidade. “Diz assim: a Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul parabeniza direção, funcionários, colaboradores, professores e voluntários da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cachoeira do Sul pelos seus 50 anos. Entidade que pela excelência e atuação multidisciplinar na atenção integral à pessoa com deficiência intelectual ou múltipla se tornou patrimônio da comunidade cachoeirense e merecedora do reconhecimento deste Legislativo”, leu o presidente da Associação, complementando: “Quando uma entidade recebe este carinho e é reconhecida como patrimônio é porque podemos encher o peito e dizer que estamos cumprindo nosso papel, mesmo com todas as dificuldades”, finalizou, emocionado.