20 Novembro, 2018

webmail

Prefeito e vereadores discutem projeto de suplementação de R$ 27 milhões

 
 
Em reunião com os vereadores, na tarde desta quarta-feira (17), o prefeito Sérgio Ghignatti solicitou urgência na análise e defendeu a aprovação  do PL nº 61, protocolado na Casa na última quarta-feira, 10 de outubro. O projeto autoriza o Executivo a suplementar o orçamento corrente em R$ 27 milhões, para a folha de pagamento dos servidores de outubro a dezembro e 13º salário.   
 
Também participaram da reunião a Secretária da Fazenda, Viviane Santana Dias, o Procurador Jurídico do Município, Leonel Slomp Gonçalves e a Diretora da Procuradoria Jurídica, Juliana Flores, que auxiliaram o prefeito na defesa do projeto e justificação da relevância e urgência de sua deliberação em Plenário. Estiveram presentes, ainda, os secretários da SMIC e Agricultura, Ronaldo Tonet, e da Saúde, Roger Gomes da Rosa e os vereadores Igor Noronha (MDB), Dr. Carlos Alberto (PP), Marcelo Figueiró (MDB), Jeremias Madeira (PDT), Telda Assis (PT), Azevedo da Susepe (PPS), Ronaldo Trojahn (PSB), Jarrão (PDT) e Luis Paixão (PP).
 
Na discussão do PL, os vereadores questionaram aos representantes do Executivo a origem do recurso e as implicações legais da redução do orçamento de uma secretaria para suplementar outra. Na oportunidade, o presidente Igor Noronha também lamentou a subtração de recursos previstos no orçamento de 2018 para a patrulha agrícola, obras na área de lazer e no centro esportivo. A Secretária da Fazenda justificou a medida pelo não repasse de verbas pelos governos estadual e federal.
 
Ao final do encontro, Ghignatti agradeceu à recepção dos vereadores e garantiu que o orçamento de 2019 será elaborado de forma diferente. “Hoje é uma situação urgente urgentíssima, mas ano que vem isso não vai acontecer”, assegurou.