26 Junho, 2019

webmail

Nota sobre denúncia de possíveis irregularidades em diárias feita pelo vereador Castelo

 
 
Em razão da matéria publicada no Jornal do Povo desta terça-feira, 19 de fevereiro, intitulada “54 diárias irregulares na Câmara”, com chamada na capa, o vereador Noeli Castelo procurou a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, na manhã desta data, para esclarecer que não teve conhecimento, tampouco analisou qualquer documento de diárias.
 
O memorando nº 52, protocolado no Legislativo na segunda, 18 de fevereiro, com a assinatura do parlamentar, aponta possíveis irregulares em diárias em 2017 e 2018. O documento foi elaborado com base em cópias dos pedidos de diárias e seus anexos dos dois anos, feitas em atenção à requisição do vereador Castelo e entregues ao seu assessor parlamentar Alessandro Ferrony, na sexta-feira, 15 de fevereiro, através do Ofício 025 da Presidência da Câmara.
 
Castelo afirmou aos membros da Mesa e aos vereadores Telda Assis, Igor Noronha, Marcelo Martins e Jorge Fialho, que participaram da reunião, que não teve contato com seu então assessor no final de semana, já que no sábado lidava com problemas de saúde de sua mãe, que se encontrava internada na UTI do HCB, a qual veio a falecer no sábado à noite, e durante a madrugada e a manhã de domingo esteve envolvido com o velório e sepultamento.
 
De acordo com o vereador, somente voltou a ter contato com seu assessor na segunda-feira, 18 de fevereiro, no período da manhã, no gabinete da bancada e posteriormente em lotérica na Rua Júlio de Castilhos, ocasião em que assinou documentos trazidos pelo assessor, os quais, segundo teria dito Ferrony, eram relativos ao seu pedido de exoneração do cargo de assessor parlamentar. Nas palavras de Castelo, o vereador afirmou que foi ludibriado pelo seu então assessor, que teria se aproveitado do abalo psicológico que sofreu com a perda da mãe para praticar atos em seu nome, sem seu consentimento.
 
Após o exposto pelo parlamentar e diante da repercussão do fato, os membros da Mesa Diretora decidiram dar prosseguimento ao processo de análise da concessão de cada uma das diárias apontadas no memorando, que serão analisadas individualmente e em conjunto com os respectivos relatórios de viagem, que possuem a documentação comprobatória, para que não reste qualquer dúvida sobre a lisura e legalidade das diárias concedidas. Caso seja verificada alguma irregularidade, será solicitado o ressarcimento dos valores, da mesma forma como foi procedido com o vereador Noeli Castelo e seu então assessor Alessandro Ferrony.
 
MESA DIRETORA
Carlos Alberto de Moura Moraes – Presidente
Itamar Luz - 1º vice-presidente
Nelson Azevedo - 1ª secretário
Gilmar Dutra- 2º secretário