15 Dezembro, 2019

webmail

Câmara nas Escolas foi à EMEF Baltazar de Bem

 
 
A Câmara de Vereadores promoveu, na noite desta quinta-feira (21), na Escola Municipal Dr. Baltazar de Bem, mais uma edição do Projeto Câmara nas Escolas. A atividade, que busca aprimorar o conhecimento dos estudantes de Cachoeira do Sul sobre a atuação do Legislativo Municipal, foi realizada junto aos alunos do EJA, e contou com a presença do presidente da Câmara, vereador Carlos Alberto (PP), e dos vereadores Telda Assis (PT) e Marcelo Figueiró (MDB).
 
O evento teve início com a visualização do vídeo institucional do Legislativo cachoeirense, que relata a história da Câmara de Vereadores, seu funcionamento e suas funções. Na sequência, o presidente do Legislativo explicou sobre a separação dos poderes, apresentou algumas noções de direito municipal, especificou as funções do Legislativo, destacou os mecanismos de participação popular da Câmara e falou sobre o processo legislativo. Após a explanação, foi distribuído aos alunos o gibi que a Câmara produziu sobre o funcionamento do Legislativo.
 
Pedidos
 
Ao final, a comunidade escolar presente, dentre alunos, professores e direção da escola, solicitaram melhorias para a escola, como a reforma da parte elétrica, manutenção dos equipamentos do laboratório de informática e melhorias para a frente do prédio da instituição.
 
Na oportunidade, a professora que trabalha com educação especial elogiou a atuação do vereador Marcelo Figueiró em prol dos autistas e solicitou que o parlamentar continue no fortalecimento das ações que garantam direitos a esse grupo. “Temos diversos autistas aqui na escola. Enquanto eles estão aqui a gente cuida, mas e depois que eles saírem? Será que vão ter oportunidades?”.
 
A vereadora Telda Assis, que no ano passou apresentou emenda impositiva ao orçamento de 2019 para a confecção de uniformes à banda da escola, afirmou que vem pressionando junto ao Executivo a execução da emenda. “Conforme me informaram, a dificuldade da Secretaria de Educação está em encontrar a empresa para a confecção dos uniformes”.
 
As professoras presentes no evento também ressaltaram preocupação quanto à falta de concurso público. “Temos muitos professores contratados aqui. Em cada início do ano letivo é sempre uma incerteza se teremos ter todo o quadro de profissionais necessário”, destacou a vice-diretora da escola, Janete Regina Pereira Machado.